UBS Amiga da Pessoa Idosa: Experiência do Município de Arroio do Tigre

Seguindo com os nossos conteúdos a partir da participação dos municípios com seus cases e experiências inovadoras no evento SMART CITIES PARK, convidamos vocês para conhecer um pouco mais da experiência do município de Arroio do Tigre, no interior do RS, projeto que frutificou, tornando-se essencial para Saúde do Idoso em Arroio do Tigre.

Em novembro de 2023, o município de Arroio do Tigre, situado na região Centro-Serra do Rio Grande do Sul, com uma população de aproximadamente 13 mil habitantes, trouxe para o palco city show case do Smart Cities Park, o projeto desenvolvido inicialmente na UBS Unidos pela Saúde: UBS Amiga da Pessoa Idosa: Experiência do Município de Arroio do Tigre na Rede Bem Cuidar/RS. Um projeto bem sucedido que garantiu SELO OURO e já foi expandido para outras unidades e serve como exemplo para todo o Brasil.

Atendendo nosso chamado, a Secretária de Saúde Diane Mergen e a Fisioterapeuta e Coordenadora do RBC Xavéle Petermann fizeram um breve relato em vídeo sobre o projeto atualmente e trouxeram dados relevantes sobre o projeto por meio da entrevista que pode ser lida na íntegra no site SMART CITIES PARK.

Deixamos disponível o link da participação do município no SMART CITIES 2023 para que você possa ver ou rever esse case – Trecho da participação do município “2h45min”

“UBS Amiga da Pessoa Idosa: a experiência de Arroio do Tigre na RBC RS”Trecho do Vídeo: 2h45

O Projeto

O projeto iniciado em 2023, teve sua adesão realizada a Rede Bem Cuidar do estado do Rio Grande do Sul em 2022. Segundo as profissionais, enfermeira Daniela e Fisioterapeuta Xavéle que trouxeram o case para o palco do Smart Cities, o projeto foi pensando a partir do recorte feito pelos profissionais da ESF, devido ao grande número de idosos cadastrados no programa Estratégia Saúde da Família – ESF, de aproximadamente 20% de 2200 cadastros, o envelhecimento acelerado da população, conforme dados do IBGE que demonstram que de cada cinco pessoas 1 é idosa e a desigualdade nesse processo. Com o propósito de melhorar a qualidade de vida dos idosos e auxiliar não só eles, como suas famílias que fazem parte do processo, surgiu o Projeto UBS Amiga da Pessoa Idosa.

Após a participação no SMART CITIES, convidamos as profissionais para contarem como está o projeto hoje e o quais os novos projetos do município dentro da proposta de inovação e espaço e gentilmente a Secretária de Saúde Diane Mergen e a Fisioterapeuta e Coordenadora da RBC, Xavéle Petermann atenderam nosso chamado e contaram mais sobre essa história, confere o vídeo e a entrevista

UBS amiga da pessoa idosa: a experiência de Arroio do Tigre na RBC RS

  • Quando se fala em saúde do Idoso, existem políticas públicas e recursos disponíveis de fácil acesso?

O envelhecimento populacional é uma conquista da população, mas ainda persistem muitas desigualdades para que esse processo aconteça com qualidade de vida. Assim, necessita-se de um olhar diferenciado com recursos financeiros para a saúde da pessoa idosa na Atenção Primária à Saúde (APS), em função da complexidade do plano de cuidados e alta demanda de atendimentos.

  • Quais foram os principais desafios enfrentados durante a implementação do projeto e como foram superadas?

Os principais desafios da realização do projeto foram a grande extensão territorial da área de abrangência da ESF Unidos pela Saúde, uma ESF localizada no interior do município e questões relacionadas a acessibilidade da estrutura física da UBS. Para a estrutura física da UBS o município recebeu recurso do governo do Estado para reforma e ampliação, tendo em vista a adequação da acessibilidade.

  • Lançado em 2022, com quase dois anos de funcionamento, quais são os impactos que a Secretaria de Saúde e a Prefeitura (setores impactados) conseguiram identificar, existem dados socioeconômicos que representem o impacto da experiência?

O projeto, com incentivo financeiro do Governo do Estado, possibilitou a ampliação da equipe de saúde para além da equipe mínima da ESF e qualificação/ampliação de ações voltadas para a prevenção e promoção da saúde da população idosa.

  • Para implementação do projeto foi necessário investir em recursos humanos ou recursos de custeio em grande escala, os recursos recebidos pelo projeto são suficientes para a realização das ações?

A equipe da ESF Unidos pela Saúde é composta por uma equipe mínima (médico, enfermeiro, dois técnicos de enfermagem e sete Agentes Comunitários de Saúde), equipe de saúde bucal (dentista e auxiliar de saúde bucal), equipe multiprofissional ampliada (fisioterapeuta, psicólogo e nutricionista), ainda compõe a equipe recepcionista, auxiliar de limpeza e gestora do projeto da RBC no município. A equipe de saúde realiza seus atendimentos em três estruturas físicas que compõe a área de abrangência da ESF. O projeto recebe do Governo do Estado incentivo financeiro mensal para manutenção, bem como recurso para implementação, aquisição de materiais para equipe de saúde bucal e reforma/ampliação da UBS. Mas, devido à complexidade da atenção à saúde da pessoa idosa e grande demanda de atendimentos existe a necessidade de políticas públicas e recursos financeiros para qualificar ainda mais a saúde da pessoa idosa na APS.

  • Como está a situação do projeto hoje no município, existe alguma proposta complementar para o ano de 2024?

O projeto continua em andamento na ESF Unidos pela Saúde e em todas as equipes de saúde da APS do município de Arroio do Tigre – RS, tendo como objetivo a qualificação da atenção à saúde da pessoa idosa de forma integral, resolutiva e humanizada.

  • Quais lições aprendidas durante o processo implementação do projeto no município podem ser compartilhadas com outras cidades que buscam se tornar mais inteligentes?

O potencial da avaliação multidimensional em saúde da pessoa idosa compreende ser o guia para a elaboração do plano de cuidados pela equipe de forma multidisciplinar. Não basta apenas avaliar o idoso, é preciso realizar ações em saúde resolutivas e humanizadas de acordo com as necessidades em saúde da pessoa idosa. Ainda, o trabalho em equipe da ESF Unidos pela Saúde com apoio da gestão municipal foi essencial para a experiência, com a dedicação de todos os profissionais e participação da população nas ações. As reuniões da APS a nível municipal, com todos os profissionais de nível superior das equipes, é um diferencial no planejamento das ações no município.

  • Além do caso de sucesso apresentado, existem outros projetos no âmbito Smart Cities em Arroio do Tigre, quais são os planos futuros para a expansão e aprimoramento das soluções de Smart Cities em seu município?

Na Rede Bem Cuidar RS, continuamos com as atividades de atenção à saúde da pessoa idosa e, a partir de janeiro de 2024, iniciamos com ações voltadas para a qualificação do pré-natal, por meio de reuniões de equipe, capacitações dos profissionais de saúde, pré-natal do parceiro e grupos de gestantes. O foco é o fortalecimento da prevenção e promoção da saúde por todo o ciclo de vida! O município possui a experiência de realização de oficinas com mais de 215 profissionais da APS de municípios gaúchos sobre promoção da saúde da pessoa idosa, por meio de um projeto de extensão com a Universidade Federal de Santa Maria. O trabalho foi selecionado e apresentado na “Mostra Brasil, aqui tem SUS” do CONASEMS e na “Mostra teu SUS, Rio Grande do Sul” do COSEMS/RS. Na “Mostra teu SUS, Rio Grande do Sul” a experiência foi premiada em primeiro lugar, considerada modelo para outros municípios gaúchos. As Práticas Integrativas e Complementares (PICS) desenvolvidas no município são destaque na região, por meio de uma visão ampliada do processo de cuidado e com foco no autocuidado, contribuem para a promoção do cuidado integral e qualidade de vida da população

Conheça os Gestores e a Equipe do programa Estratégia Saúde da Família da UBS Unidos pela Saúde

Prefeito Marciano Ravanello – Vice-prefeito Vanderlei Hermes – Secretária da Saúde Diana Paula Rauber Mergen – Coordenadora da APS Elisa Saionara Etges

Equipe ESF Unidos pela Saúde: ALFREDO HENRIQUE GARBIN HAAS (Fisioterapeuta); ANGELICA CEOLIN (Agente Comunitária de Saúde); BRUNA FRANCIELI REUTER (Psicóloga); CLEUNICE FINKLER DA SILVA (Agente Comunitária de Saúde); DANIELI MUNAROTTO (Enfermeira e coordenadora da equipe); DEISE KELI PASA (Agente Comunitária de Saúde); EDSON JOAO MULLER (Agente Comunitário de Saúde); FERNANDA KONRAD (Cirurgiã-dentista); IVANETE APARECIDA LIMA (Técnica de Enfermagem); JOCELAINE APARECIDA BENDER (Técnica de Enfermagem); LUCIANA DA SILVA (Auxiliar de Limpeza); NILSON PAULI HIBNER (Agente Comunitário de Saúde); RENATO FRANCA ODRIOZOLA (Médico); SARITA MULLER (Nutricionista); SONIA MARIA WENDEL ALT (Agente Comunitária de Saúde); TAINE LUANA NAUE (Recepcionista); VALDIRENE ALVES (Auxiliar em Saúde Bucal); VERA LUCIA FIUZA DE LIMA (Agente Comunitária de Saúde); XAVELE BRAATZ PETERMANN (Fisioterapeuta e gestora RBC).

Texto, edição e entrevista: Fernanda de Freitas – Jornalista/5427/SC

Vídeo enviado: Xavéle Petermann

Fotos Smart Cities 2023: Mauro Stoffel

Explorando o Futuro na Terceira Edição do Smart Cities Park: Tecnologia e Inovação para uma Gestão Pública Municipal Avançada

Olá a todos os entusiastas das cidades inteligentes e inovação municipal! Estamos entusiasmados em anunciar a terceira edição do Smart Cities Park, o evento pioneiro que continua a definir os padrões de excelência em tecnologia e inovação para gestão pública municipal no sul do país.

Com o sucesso das edições anteriores, o Smart Cities Park retorna em grande estilo, prometendo uma experiência ainda mais enriquecedora e inspiradora. De 30 de outubro a 1° de novembro de 2024, nossa comunidade se reunirá mais uma vez em Nova Petrópolis para explorar e moldar o futuro das cidades inteligentes.

O Smart Cities Park não é apenas um evento, é um movimento. É onde líderes visionários, inovadores e especialistas se reúnem para compartilhar insights, discutir as tendências mais recentes e colaborar na criação de soluções inteligentes para os desafios urbanos contemporâneos.

Nossa missão é clara: capacitar as autoridades municipais com as ferramentas e conhecimentos necessários para construir comunidades mais conectadas, eficientes e sustentáveis. E nesta terceira edição, estamos mais determinados do que nunca a alcançar esse objetivo.

O que você pode esperar do Smart Cities Park 2024? Uma ampla gama de palestras inspiradoras, painéis de discussão estimulantes e workshops práticos, ministrados por especialistas de renome nacional e internacional. Desde inteligência artificial e big data até mobilidade urbana e energia sustentável, cobriremos todos os aspectos essenciais da transformação digital das cidades.

Além disso, não podemos esquecer da nossa exposição de tecnologia, onde as empresas líderes do setor apresentarão as últimas inovações e soluções revolucionárias. Esta é a oportunidade perfeita para descobrir novas ferramentas, estabelecer parcerias estratégicas e impulsionar o progresso em sua comunidade.

E para completar a experiência, não se esqueça das oportunidades de networking. Conectar-se com colegas, compartilhar ideias e forjar novas colaborações é parte integrante do que torna o Smart Cities Park tão especial.

Então, marque suas agendas e prepare-se para se juntar a nós em Nova Petrópolis, de 30 de outubro a 1° de novembro de 2024. Juntos, vamos explorar o futuro e moldar o destino das nossas cidades. Junte-se ao movimento das cidades inteligentes – junte-se ao Smart Cities Park!

LGPD e Internet Segura – Seu município está preparado?

No segundo dia, da segunda semana de fevereiro, celebra-se o Dia da Internet Segura, uma iniciativa da Rede Insafe na Europa, com o propósito de unir públicos e privados na promoção de atividades que conscientizem sobre o uso seguro, ético e responsável das Tecnologias de Informação e Comunicação. Esta iniciativa, estendendo-se por janeiro e fevereiro, tanto online quanto offline, envolve mais de 200 países.

Segundo pesquisas de agências de cibersegurança, em média, 908 golpes virtuais acontecem por dia, no Brasil, com maior incidência na região sudeste. Em 2021, o Brasil foi o campeão do mundo em vazamento de dados pelo segundo ano consecutivo, com impressionantes 2,8 bilhões de dados sensíveis expostos.

Números alarmantes que levam as seguinte questões, diante de dados tão expressivos, o que está sendo feito para segurança e proteção de Dados, quais mecanismos disponíveis?

Além da conscientização, é fundamental abordar a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) no contexto da internet segura. Aprovada no Brasil em 2018, a LGPD teve sua fase final de implementação em 2021. Ela tem como objetivo proteger os dados dos usuários, proporcionando mais segurança online. Simplificando, a LGPD regula a coleta e uso de dados pessoais, conferindo aos usuários o controle sobre suas informações. Essa legislação se mostra crucial diante da necessidade de proteger os dados contra ataques, invasões e vazamentos, oferecendo aos usuários a capacidade de responsabilizar empresas por uso inadequado.

Em meio a leis como a 14.155/21, que amplia penas por crimes eletrônicos, a proteção dos usuários contra as adversidades online torna-se cada vez mais relevante. Em todos os dias, não apenas no Dia da Internet Segura, é vital estar atento ao uso consciente da internet.

Compartilhamos o episódio 12 da primeira temporada do SMART CITIES CAST – podcast gravado durante o SMART CITIES PARK, onde nossa convidada, Simone Mendes, Advogada e Sócia-Fundadora da Consultoria SIBI, nos apresenta e chama atenção para a importância da implementação da LGPD.

Texto: Fernanda de Freitas – Jornalista/IPZ

Vídeo completo em nosso canal no youtube

Local do evento:
CENTRO DE EVENTOS
Av. Padre Theobald, 1700,
Nova Petrópolis/RS
Abrir mapa
Apoio:
Promoção:
Logomarca da Amserra
Realização:
Logomarca do Instituto Paulo Ziulkoski