Certificação ISO Smart Cities: Transformando Cidades Brasileiras

Falar sobre cerificação ISO Smart Cities é essencial para os gestores brasileiros que querem avançar em seus esforços para tornar seus municípios mais inteligentes. Na segunda edição, recebemos o município de Pindamonhangaba, representado pelo Secretário de Inovação e Tecnologia, Danilo Veloso, que trouxe o tema ISO Smart Cities em uma de suas participações. Em janeiro de 2024, a cidade recebeu a certificação, ISO 37120, que estabelece indicadores para medir o desempenho das cidades em várias áreas, como governança, infraestrutura, mobilidade, meio ambiente e qualidade de vida, uma importante certificação para o reconhecimento internacional. Neste ano, 3ª edição do Smart Cities Park, de 29 a 31 de outubro em Nova Petrópolis, a temática volta ao cenário com atualizações e exemplos de cidades que estão na caminhada para obtenção do selo. Neste artigo, explicamos um pouco mais sobre o processo de certificação e elencamos cidades brasileiras que obtiveram em suas ações e já possuem a certificação. Curitiba foi uma das cidades que também participou ativamente da programação do SMART CITIES PARK – 2ª edição, uma das pioneiras em soluções inteligentes. Deixamos disponível os links das palestras da 2ª edição. Assista em nosso canal no youtube.

O que é a ISO Smart Cities?

A certificação ISO Smart Cities é um padrão internacional desenvolvido pela Organização Internacional de Normalização (ISO) para orientar e certificar o desenvolvimento de cidades inteligentes. O objetivo principal é ajudar as cidades a implementar, manter e melhorar continuamente um sistema de gestão de cidades inteligentes, utilizando tecnologias e práticas inovadoras que promovam sustentabilidade, eficiência e qualidade de vida para seus cidadãos. Essa certificação abrange uma série de normas, sendo a mais conhecida a ISO 37120, que estabelece indicadores para medir o desempenho das cidades em várias áreas, como governança, infraestrutura, mobilidade, meio ambiente e qualidade de vida.

Como as cidades podem conseguir esse selo?

Para obter a certificação ISO Smart Cities, as cidades devem seguir um processo rigoroso que envolve várias etapas:

Diagnóstico e Planejamento: A cidade deve realizar uma análise detalhada de suas necessidades, identificando áreas que precisam de melhorias e estabelecendo metas específicas. Isso envolve a colaboração de diversos setores da administração pública, bem como de empresas privadas e da sociedade civil.

Implementação de Medidas: Com base no diagnóstico, a cidade deve implementar políticas, projetos e iniciativas que atendam aos requisitos estabelecidos pelas normas ISO. Isso pode incluir a adoção de tecnologias inteligentes para gestão de tráfego, monitoramento ambiental, serviços públicos e segurança.

Monitoramento e Avaliação: A cidade deve estabelecer um sistema de monitoramento contínuo para avaliar o desempenho das iniciativas implementadas. Isso inclui a coleta de dados e a análise de indicadores de desempenho conforme especificado pela ISO 37120.

Auditoria e Certificação: Uma auditoria externa independente é realizada para verificar se a cidade cumpre todos os requisitos da norma. Se aprovada, a cidade recebe a certificação ISO Smart Cities, que deve ser renovada periodicamente através de novas auditorias.

Quais cidades do Brasil já possuem esse selo?

Atualmente, várias cidades no Brasil estão buscando a certificação ISO Smart Cities, mas algumas já conseguiram se destacar. Exemplos notáveis incluem:

Curitiba: Reconhecida por suas iniciativas de mobilidade urbana e sustentabilidade, Curitiba é uma das pioneiras na adoção de práticas de cidade inteligente no Brasil.

São Paulo: A maior cidade do país está investindo em tecnologias para melhorar a gestão de tráfego, segurança pública e serviços de saúde.

Rio de Janeiro: Com projetos voltados para a gestão de resíduos e monitoramento ambiental, o Rio de Janeiro também é um exemplo de cidade comprometida com a inovação sustentável.

Benefícios para as cidades que possuem esse selo

Obter a certificação ISO Smart Cities traz uma série de benefícios significativos para as cidades:

Reconhecimento Internacional: A certificação confere reconhecimento global, demonstrando que a cidade está alinhada com os mais altos padrões internacionais de gestão urbana.

Atração de Investimentos: Cidades certificadas tendem a atrair mais investimentos, tanto de empresas privadas quanto de organismos internacionais, interessados em apoiar iniciativas sustentáveis e inovadoras.

Melhoria da Qualidade de Vida: A implementação de práticas inteligentes melhora significativamente a qualidade de vida dos cidadãos, oferecendo serviços públicos mais eficientes, segurança aprimorada e um ambiente mais saudável.

Sustentabilidade e Resiliência: Cidades certificadas são mais capazes de enfrentar desafios ambientais, econômicos e sociais, promovendo um desenvolvimento urbano sustentável e resiliente.

Eficiência Administrativa: A certificação incentiva a adoção de processos mais eficientes e transparentes na gestão pública, resultando em uma administração mais eficaz e responsiva.

A certificação ISO Smart Cities representa um marco importante para as cidades brasileiras que buscam se transformar em centros urbanos mais inteligentes, sustentáveis e habitáveis. Ao aderir a esses padrões, as cidades não apenas melhoram a vida de seus cidadãos, mas também se posicionam como líderes na inovação urbana global.

Link canal no youtube: https://www.youtube.com/@institutopz

Te inscreve!

Texto: Fernanda de Freitas – Jornalista – MTb 5427/SC

Local do evento:
CENTRO DE EVENTOS
Av. Padre Theobald, 1700,
Nova Petrópolis/RS
Abrir mapa
Apoio:
Promoção:
Logomarca da Amserra
Realização:
Logomarca do Instituto Paulo Ziulkoski